terça-feira, 16 de maio de 2006

«Um “Habilus” cada vez mais inquietante, com muitas perguntas sem resposta»

a conferir aqui.

2 comentários:

PBL disse...

A mim, esta discussão parece-me um pouco estéril.
É um facto assente que não há redes informáticas invioláveis, assim como é igualmente um facto assente que não há edifícios invioláveis.
E porque diabo é que as pessoas têm de meter na cabeça que é mais fácil a intrusão numa rede informática do que a intrusão num edifício?
E que é mais seguro ter um processo no edifício de um Tribunal do que num servidor?
Não percebo.
Creio que é precisamente ao contrário.

Pedro Cruz disse...

Meu caro PBL
É verdade que existem alguns fantasmas em relação às redes informáticas.
Mas o que é certo é que o MJ coloca porteiros e seguranças à porta dos Tribunais e, em muitos deles, já é pedida a identificação às pessoas que neles pretendem entrar...